sexta-feira, 12 de outubro de 2012

BIOGRAFIA DE CARLOS KLEBER



 "Uma vida e uma história em tributo a sonhos e realizações" O calendário registrava 20 de junho de 1968, quando nascia na cidade de Fortaleza - Ceará, o menino Carlos Kleber Pinheiro Correia, filho do casal Helieta Maria Pinheiro Correia e Luiz Carlos Correia Diniz. E eis que lhe é consagrada uma família na inteireza de seus quatro irmãos: Domingos Sávio Pinheiro Correia, Luiz Carlos Correia Diniz Junior, Carlos Eduardo Pinheiro Correia e Ana Karine Pinheiro Correia. Conciliando empreendedorismo e itinerário escolar acadêmico Dotado de forte potencial para o comércio, Carlos Kleber teve sua primeira atividade no ramo da venda de “dindins”. Tinha apenas 9 anos de idade, mas lhe parecia ser o suficiente na lida do empreendedorismo precoce e na eminência do pequeno garoto personificado em grande homem de negócios. Pena que o fim da sua prematura empresa se deu com o início das aulas. O estudo exigia dele um pouco mais de tempo. Aos 12 anos, Kleber passou a acompanhar sua mãe, durante as viagens feitas para Manaus. Daí descobriu que poderia trazer alguns produtos, a exemplo de fitas cassete, para vender em Fortaleza. Depois disso, e já com 13 anos de idade, resolveu colocar uma granja no Sítio Confiança, de propriedade dos seus pais. Investiu e se dedicou abundantemente àquela atividade, porém, chegou a conclusão de que para lucrar, teria que vender também em domicílio. Assim o fez e conseguiu, portanto, vender toda a produção, mas devido aos estudos, não tinha como continuar no mundo dos negócios. E foi quando, mais uma vez, precisou interromper o curso desse empreendedorismo. Considerando que o estudo se faz presente na história daqueles que sonham em vencer na vida, estava Carlos Kleber a despontar com intuitos de grandes realizações. Estudou até o 3º ano do ensino médio, no Instituto Girassol, na Capital cearense. Depois, transferiu-se para o Colégio Chiristus. E aos 15 anos, foi aprovado no vestibular para o curso de Engenharia Civil na Universidade de Fortaleza - UNIFOR, sendo que, infelizmente, não pode ingressar no curso superior, posto que ainda não havia concluído o ensino médio. O tempo passou e, enfim, com o ensino médio concluído, foi contemplado outra vez com a aprovação nos vestibulares para os cursos de Enfermagem na UECE - Universidade Estadual do Ceará e para Administração na UNIFOR. Iniciou seus estudos acadêmicos. Aos 16 anos, começou a trabalhar na “Mudanças Confiança”, empresa do seu pai e do seu avô, homens em quem se espelhava, fosse nas ações comerciais ou na amizade com as pessoas. Nesse período, Kleber fazia Faculdade pela manhã na UECE, trabalhava à tarde e estudava na UNIFOR à noite. Mas, devido às atribuições do trabalho, não conseguiu concluir nenhum desses cursos acadêmicos. Carlos Kleber tinha como meta: crescer, na visão de empresário. E em 1986, ainda com 17 anos, foi emancipado para poder assumir maiores responsabilidades (mesmo sabendo que sendo emancipado, qualquer coisa errada que ele fizesse, iria ser julgado como uma pessoa maior de idade). Foi para a filial da Confiança em São Paulo, e por lá ficou aproximadamente nove meses. Depois lhe ofereceram (pelo bom desempenho durante o tempo que ficou como auxiliar do departamento de tráfego) a gerência da filial de Porto Alegre. Ele aceitou a proposta, enfrentou o desafio e viu que todo e qualquer progresso configuraria mérito conquistado. A primeira visão foi desanimadora: dois caminhões quebrados, salários atrasados, inúmeras causas na justiça e no PROCON. Trabalhou de domingo a domingo, e em pouco tempo, a filial foi a primeira em vendas acima da meta. No terceiro mês de trabalho, a empresa já faturava 200% acima da meta, e por vários meses, manteve-se em primeiro lugar. Ainda em Porto Alegre, foi diretor da AJE-RS - Associação dos Jovens Empresários do Rio Grande do Sul e diretor do SETCRGS-JOVEM, o Sindicato dos Transportadores de Carga do Rio Grande do Sul. E entre tantas congratulações, foi aí, também agraciado com o título de “Gaúcho de Coração”, concedido pelo governador Alceu Colares, em 1989. Por ter que defender a empresa de tantas causas na justiça, tomou gosto pelo campo do Direito, prestou vestibular e foi aprovado na ULBRA - Universidade Luterana do Brasil, em Esteio, mas também não chegou a concluir o curso. Em julho de 1995, a sua capacidade empresarial ultrapassou as fronteiras e alcançou outras terras, a exemplo de Miami, onde ganhou das mãos do Prefeito David Dermer, a chave da cidade de Miami Beach, autoridade esta que fez questão de vir a Várzea Alegre, em 30 de agosto de 2003, entregar a maior comenda da cidade. Em nome da Empresa “Mudanças Confiança”, ganhou duas vezes (em 2003 e 2004) o prêmio de personalidade do ano da Comunidade Brasileira nos Estados Unidos, pelo trabalho social, empresarial e de apoio à arte e à cultura brasileira nos Estados Unidos (Sexto e Sétimo ANNUAL BRAZILIAN INTERNATIONAL PRESS AWARD). Essa eleição é feita pela Internet. Ganhou também do governo de Miami, em 6 de outubro de 2004 - o título de amigo do Condado Miami Dade, pelos serviços sociais prestados ao condado (apoio à policia Americana). Essa condecoração foi pedida e assinada pelo Senador Americano Javier D. Souto e pelo prefeito do condado Alex Penelas. Eis que seus méritos de homem ilustre começaram aí. Foi diretor da AMCHAM - Câmara de Comércio Brasil (Estados Unidos) por dois anos. A sua capacidade administrativa levou a empresa a abrir filiais nos Estados Unidos em Atlanta - Nova York - New Jersey - Washington DC - Boston - Los Angeles - San Francisco e Pompano Beach com mais de 100 agentes que trabalhavam para a Confiança Moving de leste a oeste dos Estados Unidos, cuja empresa tinha mais de 200 funcionários. Considera como seu maior feito comercial, nos Estados Unidos, ter conseguido franquiar a Confiança junto à maior Empresa de mudanças do Mundo, a "ATLAS VAN LINES". Conseguiu prestar serviços para o Departamento de Defesa dos Estados Unidos das Américas (Pentágono) e para a NASA (Agência Espacial Norte Americana). Fez ainda mudança para o Exército, Marinha e Força Aérea Americana para diversos países do mundo. Através da "Mudanças Confiança", Carlos Kleber deixou a sua marca de solidariedade, apoiando as famílias das vitimas brasileiras que morreram no atentado ocorrido, em 11 de Setembro de 2001, no World Trade Center, transportando de graça algumas mudanças de brasileiros para seus familiares no Brasil. Família conjugal - um expediente a fazer parte da vida Carlos Kleber casou-se com Paula Mary Bezerra Correia, com quem tem dois filhos gêmeos: David Bezerra Pinheiro Correia e Gabriel Bezerra Pinheiro Correia. Porém, o tempo encerra, muitas vezes, razões que o emocional desconhece e, em clima amistoso de paz, o casal resolve construir novas vidas com destinos diferentes. Hoje, Kleber tem ao seu lado a companheira Cláudia Costa Lima, também nascida em Várzea Alegre. Vida Social em contexto Kleber foi fundador e diretor da ONG - Brazilian Mission, em junho de 2003, que criou em parceria com amigo José Sales, um grande companheiro nascido em Cariús e encontrado na América. Um dos projetos de destaque desta entidade foi o "Decolando", investido na educação varzealegrense e da região na visão ampla de também fazer história com a literatura, as letras e os números, premiando os melhores alunos com uma viagem a Disney. Através dos seus avós Otacílio e Dona Rosinha, conheceu o trabalho da Casa Mãe em Várzea Alegre que assiste a crianças e adolescentes, tornando-se parceiro da entidade, doando na época uma geladeira a pedido do seu avô. Com o tempo, e após a morte do seu avô Otacílio, 08 de dezembro de 2002, foi criada a Associação Beneficente Luiz Otacílio Correia do município de Várzea Alegre, 07 de setembro de 2005, da qual é sócio fundador, entidade mantenedora da Casa Mãe. Torrão amado - chão escolhido para a instalação do “Grupo CK” - sigla do seu nome, numa sucessão de empreendimentos e geração de emprego e renda No final do ano 2005, Carlos Kleber escolhe residir em Várzea Alegre, desfazendo-se de todo o seu patrimônio nos Estados Unidos. Resolveu investir aqui tudo o que tinha amealhado naquele país. Construiu o Posto de Combustível, denominado Posto da Cidade I, o prédio para a empresa Vitorauto, em sociedade com seu ex-cunhado Vitorino Bezerra; depois comprou dos empresários Sival Bilica e Elias Frutuoso o Posto de Combustível S&E que em seguida passou a se chamar Posto da Cidade II. Em 2006, implantou a empresa de terraplanagem Nova Terra. Em 2007, instalou Lojas da TIM, aqui em Várzea Alegre. E em agosto de 2007, fundou em sociedade com a Empresa espanhola Resol da Espanha - a Resol do Brasil. Em 2009, ampliou as Lojas da TIM para as cidades de Icó e Iguatu. Na sequência, implantou Lojas da Vivo em 2009, na cidade do Crato, e em 2010 ampliou para as cidades de Juazeiro do Norte e Iguatu. Em outubro de 2010, comprou as ações da Empresa Resol aos espanhóis, passando a empresa, então, a denominar-se Confplast, e ser a primeira Empresa de cadeiras plásticas do Ceará e a segunda do Nordeste, conseguindo o selo de qualidade do Inmetro. Homenageou seus filhos David e Gabriel com a criação de mais uma Empresa - a D & G, também fundada em 2010, com a finalidade de transportar combustível para os Postos da região. Na vida política - uma ótica de brilho e ideais Carlos Kleber ingressou na política de Várzea Alegre pelo PTB - Partido Trabalhista Brasileiro, em 1º de outubro de 2007, do qual se desfiliou, na data de 22 de dezembro de 2010. Resolveu, portanto, ingressar no PT - Partido dos Trabalhadores, em 18 de março de 2011, cuja visão é de (politicamente) pautar trabalhos em favor do seu estimado povo, considerando feitos e lutas para o ganho no domínio da ação, sem perder de vista a sublimidade que herdou do seu avô, Otacílio Correia. Sublimidade esta congratulada no espírito empreendedor, no amor por Várzea Alegre e no gosto pela política e pela natureza. Em um rebuscar de palavras, finalmente, pode se dizer É esse o homem que carrega consigo, e na couraça do distintivo maior de seus projetos de vida - o lema: "Estive, estou e estarei disposto a servir a esta amada terra - Várzea Alegre - que pode contar comigo sempre". É ele, o homem que se dedica à incansável luta de bem-servir ao torrão escolhido - para investir seus feitos sem medir quaisquer esforços. O homem que se dispõe a colaborar incondicionalmente. E eis que a razão o consagra nas páginas de um livro escrito e dedicado àqueles que fazem história, permitindo resplandecer a visão ampla de um olhar agudo e de um ínfimo que parece cósmico ao transformar ideais e sonhos em obras e realidades.

SITE MISÉRIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário