sexta-feira, 27 de maio de 2011

TENHO MEDO


tenho medo de perder
o que nunca foi meu
tenho medo de fugir de minhas mãos
o que nunca peguei
tenho medo de perder os beijos
que nunca ganhei
de não ver mais o sorriso lindo
que nunca vi
tenho medo
um medo profundo
de perder o amor
maior do mundo
esse medo me acompanha
no meu dia a dia
pois é esse o motivo
que me falta a alegria
tenho medo de perder o amor
que nunca foi meu
e de perder os abraços
que ela nunca me deu.

Israel Batista

*Já que namoro muito virtual, a o pessoal me pediram pra mim reprisar esse poema que tem tudo haver com o namoro virtual aquele medo que sentimos em relação a pessoa amada que está do outro lado do monitor. E aproveitando já que está com quase um ano que postei, serve para as pessoas novas que estão vendo meu blog apreciar e dar a sua nota sobre esse belíssimo poema que fez sucesso ano passado aqui em Várzea Alegre.

3 comentários:

  1. Vale a republicação.Lindo poema!abraço,chica

    ResponderExcluir
  2. Israel, seus poemas são sempre belos.
    Abraços virtuais da prima!
    Artemisia

    ResponderExcluir